ENV-006 – Introdução ao JDK

Publicado: 14/02/2014 por Ari Cesar em Básico, java
Tags:, , , , ,

Olá povo!

Nesse post iremos fazer uma breve introdução ao JDK apresentando seu conceito e dando de barbado alguns links de consulta.

O que é o JDK?

JDK é a abreviação para Java Development Kit ou em outras palavras é o nosso Kit de desenvolvimento de aplicativos java. Esse Kit de desenvolvimento é composto pela Java Virtual Machine (JVM), compilador da linguagem e uma série de códigos (bibliotecas) que nos auxiliam no desenvolvimento de aplicações.

A JDK vive em constante evolução e por isso que de tempos em tempos ( em torno de 2 anos) aparece uma nova versão. A versão atual é 7 e em março deve sair a 8 ( previsto para 18/3/2014).

É sempre aconselhável utilizar as ultimas versões do java, devido a ajustes finos feitos em sua JVM. De acordo com especialistas, códigos escritos em versões mais antigas da JVM são melhor executados em JVMs mais recentes, o que significa ganho de performance em seu sistema sem precisar refatorar o código.

Agora que já fizemos um overview, vamos entrar nos detalhes da JDK.

Compilador

Toda a linguagem tem o seu compilador e java não poderia ser diferente. Esse é o responsável por realizar a transformação do teu código .java em .class o que permite que seu código rode na JVM. Normalmente as IDEs fazem o trabalho de compilar os códigos desenvolvidos, mas caso você seja um amante do Rambo e queira colocar a sua faixa vermelha na cabeça, faca nos dentes e entrar selva a dentro, você pode realizar a compilação manual de sua classe ou pacote. Para isso precisa ir no promt do windows ou terminal do linux e digitar o tão famoso javac .

Java Virtual Machine (JVM)

Esse é o cara da antiga SUN, sem ele o Java não existiria (e isso não é exagero) . Ele é o responsável pela a interoperabilidade do seu código java em diversos sistemas operacionais. Como assim? Simples. Escreva uma vez o código, compile para bytecode e executar em qualquer Sistema Operacional que tenha JVM instalado. Lembrando que isso incluir dispositivos móveis e outros sistemas embarcados como por exemplo o painel de controle de seu carro ou do avião que você vai pegar para viajar.
Maravilho certo? Agora voltando ao nosso JDK. A JVM vai ser o responsável por executar o teu código em sua maquina. Quando se trata da JVM nunca podemos nos esquecer dos seguintes detalhes:

  • A JVM simula um sistema operacional por isso que os byteCode rodam sem problema em qualquer lugar do universo (continua não sendo exagero porque tem robo da NASA em marte rodando Java).
  • A JVM não roda apenas java, ela também roda Grovy, JavaScript e outras linguagens.

Estamos planejando fazer um post específico sobre a JVM, então aguardem que será bem interessante

Bibliotecas (API)

Você ja programou em Java alguma vez? Caso a resposta seja sim, com certeza você já utilizou alguma biblioteca do Java. Como assim? Java tem uma penca de códigos internos, oque chamamos de API do Java. Essas APIs são divididas para Java SE , Java ME e Java EE e tem suas questões específicas. Se algum dia você digitou System.out.println("Olá mundo") para escrever no console Olá Mundo, te informo que já teve contato com a API do Java.

Te digo mais, é impossível programar em java sem utilizar a API deles. Sendo assim te aconselho a dar uma estuda na API do JAVA. É costume de muitos programadores ficar criando códigos que já existem na API, ou até pior, não estudar a API por não entendê-la.

Bom, era isso. Espero que esse post tenha ajudado a entender melhor o java.

Abraços a todos e até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s